sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Garotas Coca-Cola


Elas usam brinquinho de pérola, sapatilhas ou All Star clarinho (só pode branco ou bege!), só usam shortinho jeans ou uma calça skinny. Suas bolsas são aquelas Victor Hugo/Louis Vuitton enormes, seus celulares são blackberries rosas, todas têm cabelo fino com reflexos loiros. Nenhuma é absurdamente bonita ou feia. São todas normais. São todas garotas Coca-Cola.

Já as outras só usam tops fluorescentes que deixam o umbigo à mostra, combinadamente com microshorts de cintura baixa superapertados. Nos pés, Havaianas pras que têm mais dinheiro. Mas o que impera mesmo são os chinelos Dupé. Os cabelos curtos estão sempre presos com xuxinhas furrecas. A sua versão mais classe média só troca a xuxinha pelo cabelo solto. Boa parte dessas meninas não é muito bonita... Todas garotas Coca-Cola.

Ok, mas o que é uma garota Coca-Cola?

Sidney Sheldon, um dos maiores escritores best seller do mundo e autor de séries de sucesso – como “Jeannie é um gênio” -, certa vez estava saindo com uma menina que estava saindo simultaneamente com outra pessoa. O outro cara era José Iturbi, pianista importante que já tinha atuado como convidado em musicais no MGM, Paramount e Fox. Na época, Sidney não tinha nem 30 anos e certamente não era tão famoso quanto viria a ser anos mais tarde. José Iturbi, que queria se casar com a moça, disse a ela que Sidney era uma Coca-Cola. “Sou o quê?”, Sidney perguntou. “Uma Coca-Cola. Disse que há milhões de você e somente um dele.”

Automaticamente pensei nos dois exemplos citados acima. Elas são gostosas e matam a sede, mas existem milhões delas. Podem acabar sendo nocivas e enjoativas. Minha prima Line provavelmente seria um suco de limão (azedinho, mas delicioso com açúcar). Minha BFF Carol seria uma daquelas bebidas coloridas chiques que todo mundo gosta. Eu não faço ideia do que eu seria. Eu adoro suco de abacaxi, de caju, de guaraná e refrigerantes com limão (e não DE limão. Tipo, eu AMO Pepsi Twist, mas não gosto muito de Sprite). Anyway. Apesar de boa parte do mundo gostar de coca cola, não adianta ser uma pessoa massificada e sem personalidade. Arrisque-se a ser uma um GuaraGay, um Guaraná Jesus, um Mineirinho, um Toddynho, Nesquick, arrisque-se a ser um chá de boldo se for a sua essência. Qualquer coisa, menos Coca-Cola. Anything but ordinary.

7 comentários:

  1. JULIANA, QUE TEXTO É ESSE? Geeeeeeeeente, que tocante isso aí! Parabéns, sério, gostei muito! Qualquer coisa, menos Coca-Cola. Beijos ;D
    http://snowbooksowlsplush.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Juliana, só tenho uma palavra para esse seu texto: Perfeito!!

    Uma pena termos tanta coca-cola no mundo... mas acho que é porque o marketing é bom!

    Só quando as pessoas começarem a pensar mais vão deixar de ser tão impulsivas e deixar de acompanhar cegamente a maioria!

    Bejinhos;

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto, você poderia publicar um livro, concordo com ele, a propaganda da coca-cola é tão grande que as pessoas não percebem isso!

    ResponderExcluir
  4. Oie!

    Indiquei seu blog pra um meme.
    Passa lá no meu pra ver.
    http://universo-invisivel.blogspot.com/

    Bejinhos!

    ResponderExcluir
  5. Caaara, adoreeei!!!

    Não tinha parado pra pensar nisso, mas realmente é verdade: tem muita coca-cola no mundo (todo, literalmente e nesse sentido também).

    E por que eu seria uma das bebidas coloridas e chiques que todo mundo adora?? haha

    ResponderExcluir
  6. Gente MUITO OBRIGADA pelos elogios, de coração! Mas eu gostaria de ler mais críticas construtivas, porque, se não receber críticas, nunca vou melhorar!! Se vocês concordarem com tudo o que eu falar, critiquem o jeito como eu escrevo e vice-versa =P

    Bem, eventualmente eu vou mesmo ter que escrever um livro rsrsrs É que eu faço dois cursos de graduação aqui na PUC: Bacharelado em Português, inglês e literaturas correspondentes e Formação do Escritor. E o trabalho de conclusão de curso de Formação do Escritor é escrever um livro *___*
    Mas isso só vai acontecer daqui a uns 3 ou 4 anos...

    Helaina: OBRIGADA PELO MEME!!!!!!

    Carol: thanks!! Ah, sei lá, não conheço pessoas que não gostam de você e você é muito "gay em corpo de mulher" e Mika e glitter magenta HAHAHAHAHAHAHAHAHA

    beijão a todo mundo!!

    Ps: eu acho que não ficou muito claro, mas a minha crítica não foi necessariamente à bebida Coca-Cola... Eu bebo coca zero e acho uma delícia! Tudo bem que a coca é um símbolo do imperialismo (ou como o melhor professor do mundo, o Guilherme Sabatini, dizia, o "líquido negro do imperialismo"), mas não foi exatamente a isso a minha crítica. Foi mais às "pessoas coca-cola" mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Nooossa você ainda lembra da história do azedinho ? kkk' enfim prefiro mil vezes ser um suquinho de limão com açucar cheio de personalidade do que essas coca-colas(maria-vai-com-as-outras) Abaixo a coca-cola! kkk

    ResponderExcluir