quarta-feira, 2 de março de 2011

Ah, eu era feliz...

Quando entramos na escola, dificilmente proferimos a frase "Eu era feliz e não sabia". Muito provavelmente porque ainda não temos muito essa noção do que é felicidade e talz. Mas aí, lá pela segunda metade do Ensino Fundamental, começamos a dizer a cada ano que passa: eu era feliz e não sabia.

Eu falei isso quando fui pra oitava série, porque a minha 7a série tinha sido incrível. Quando fui para o primeiro ano, porque metade da minha turma saiu do colégio. Quando fui para o segundo ano, porque a minha turma, de 20 pessoas, foi para 42. Quando fui para o terceiro ano, quando seria o último ano com a minha turma de 42 pessoas. Quando fui pra faculdade, porque tinha acabado toda a magia do Ensino Médio, porque eu ia ficar longe do meu (ex) namorado, porque eu ia ter que pegar ônibus lotado, porque eu não ia ter mais algumas aulas tão legais no colégio.

Ok, eu realmente fui muito feliz até o 3o ano do Ensino Médio e, apesar de adorar muito a faculdade e os amigos que fiz aqui, não reviveria o ano passado nem que me pagassem muito. Eu não vou dizer esse ano: eu era feliz (no ano passado) e não sabia, porque, apesar de a PUC ser tudo de bom, eu não estava feliz. Mas hoje eu acabei pensando: quando eu sair da faculdade e começar a trabalhar, provavelmente vou pensar "eu era feliz na faculdade e não sabia". Quando me aposentar, vou pensar "nossa, eu era tão feliz trabalhando... Hoje estou aqui no maior tédio sem nada pra fazer". E quando estiver bem velhinha, talvez até no meu leito de morte, vou pensar: "Ah, minha vida! Eu vivi. Eu fui muito feliz sempre e nunca soube".

Então eu vou é aproveitar o lotadíssimo Expresso do Tião (o ônibus que eu pego rs), o lotadíssimo bandejão, o acordar às 5h30 da manhã totalmente zonza, as roupas bizarras que ponho pra vir pra faculdade... Eu vou é aproveitar e ser feliz, pra quando chegar a minha hora de ir embora desse mundo eu poder olhar pra trás e dizer: eu era feliz e sabia.

5 comentários:

  1. Adorei!
    Muito profundo e bem escrito!

    Porque as vezes temos a impressão de que a felicidade não passa de um instante efêmero da vida?...

    Sou assim como você escreveu... coisa louca né?!

    ResponderExcluir
  2. Eu já te falei que seus textos são incríveis? Não? Então se não disse, estou falando agora. Seus textos são incrivelmente fantásticos! As pessoas só sabem ver o quanto eram felizes quando estavam em uma situação pior, ao invés de aproveitar o momento. De viver e não de se lamentar. Nossa, amei *-*

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelos elogios, gente =D

    Talvez tudo seja apenas instantes efêmeros, tanto a felicidade quanto a tristeza, tanto a saúde quanto a doença... nada é realmente definitivo!

    ResponderExcluir
  4. caramba! tapa na cara esse texto! rs

    ResponderExcluir